MIALA SACRIFICA EDELTRUDES PARA TER JLO COMO REFÉM

0
2287

Com a opinião pública nacional a aguardar, ainda, pela reacção das autoridades à investigação da televisão portuguesa TVI aos negócios de Edeltrudes da Costa, no Palácio Presidencial, o chefe do Serviço de Inteligência e Segurança do Estado, Fernando Garcia Miala, é visto como delator (denunciante) das informações que colocam o ministro e director do Gabinete de JlO na órbita da corrupção e tráfico de influência.

Fontes do Palácio Presidencial revelam, categoricamente, que Miala quererá fazer de Lourenço um “refém”.

Do chefe da secreta angolana, segundo as mesmas fontes, que dizem estar atentas ao desenrolar dos acontecimentos, o Presidente da República recebeu informações, provenientes do Serviço de Inteligência Externa, a partir de Bruxelas, sobre o envolvimento do seu director de gabinete em esquemas ilegais de diamantes.

São informações recebidas bem antes da reportagem que deixou o país em “estado de choque”, mas o PR, conforme se avança, terá feito vistas grossas.

Tudo aconteceu depois de Edeltrudes Costa ter recusado um pedido de parceria em negócios feitos por Fernando Miala, que prometeu, uma vez desiludido, afastar o director de gabinete da relação próxima que mantém com o PR.

“Trata-se de uma amizade que carregam há mais de 15 anos. Aliás, o casal presidencial é padrinho de uma das suas filhas, sendo a mãe uma sobrinha da primeira-dama, Ana Dias Lourenço”, reforçam as fontes, sublinhando que “Miala é chantagista, quer, a todo custo, recuperar o poder que tinha e dominar o PR sem qualquer interferência”.

Essa relação terá criado algum amargo de boca (ciúme) ao chefe da secreta, que, de há algum tempo a esta parte, pretende afastar Edeltrudes do PR.

As mesmas fontes adiantam que a intenção do general é, na verdade, afastar João Lourenço de amigos íntimos que podem funcionar como conselheiros.

Miala é apontado como tendo recorrido aos órgãos de informação internacionais para ver divulgadas matérias contra Edeltrudes sobre alegados escândalos de corrupção.

A TVI cita, neste caso, uma empresa sua, a EMFC, Consulting, S.A, contratada para modernizar os aeroportos do país.

As fontes contactadas pelo O Crime dizem, ainda, que Miala pretende, hoje mais do que nunca, ter o PR nas mãos e, por conseguinte, dividir para melhor reinar.

E nesta batalha, acrescentam, tenciona igualmente afastar o ministro do Interior, Eugénio Laborinho, uma figura que tem boas relações com Lourenço.

Share this:

Leave a reply