Detidos quatro funcionários da EGTI-EP e dois fiscais da administração do Kilamba por má conduta

0
394

Os quatro funcionários da Empresa Gestora de Terrenos Infra-estruturados (EGTI-EP), e os dois fiscais da Administração do Kilamba, foram detidos por destruição e ocupação ilegal de um terreno pertencente as empresas Mima-Kalei Prestação de Serviço e Representações (SU).

Fonte: Notícias da Banda

Por volta das 09h00 de quarta-feira, 6 de Dezembro, apareceram no terreno da empresa Mima-Kalei Prestação de Serviço e Representações (SU) quatro funcionários da EGTI-EP e fiscais da Administração do Kilamba, que demoliram toda vedação e destruíram todo o material de construção que estava colocado no terreno com uma máquina Pá Carregadora e um caminhão basculante sem aviso prévio, tudo isso com a proteção de dois polícias do Comando Municipal de Belas.

Os seguranças do terreno mediante situação ligaram para os proprietários que apareceram no terreno com toda a documentação do mesmo e uma providência cautelar da sentença n° 161 do processo n° 87/2023/l da Sala do Cível do Tribunal da Comarca de Belas, que proibia a EGTI-EP de praticar qualquer acto no terreno, e de um ofício da mesma Sala do Cível e do mesmo Tribunal dirigido ao administrador do Kilamba Hélio Aragão, que o proibia de praticar qualquer tipo de demolição e que o mesmo deveria abster-se da prática de qualquer acto no referido espaço até decisão do Tribunal.

O SIC foi chamado e mediante apresentação dos documentos, deteve os quatro funcionários da EGTI-EP e os dois fiscais e apreendeu uma viatura de marca Nissan da fiscalização da Administração do Kilamba.

A seguir SIC encaminhou os detidos aos SIC Geral para legalização da detenção e posterior apresentação ao Ministério Público.

Logo apois a saída do SIC o administrador do Kilamba Hélio Aragão, mandou um reboque retirar a viatura Nissan da fiscalização do local para levar a parte incerta, está já estando já apreendida nos autos e as chaves se encontra no SIC Geral.

Os funcionários da EGTI-EP disseram asagentes do SIC, que cumpriam ordens de Quilaco António Pedro e de Kilson Gouveia, ambos administradores da EGTI-EP.

Comentários do Facebook

Leave a reply