JOVEM MORTA À FACADA PELO MARIDO

0
1317

Jorge Nbumbu, de 28 anos de idade, decidiu colocar fim à vida de Massala Fineza, de 22, sua ex-companheira, com duas facadas no abdómen e no peito, por esta se ter recusado a reatar a relação marcada por maus-tratos, durante os quase três anos de vida conjugal. 

Maiomona Paxe 

Este é mais um crime motivado por questões passionais, adicionado à já extensa lista de casos do género, tendo lugar por volta das 15 horas de terça-feira, 6 de Julho, na zona do “Cinco Fio”, bairro Bita Progresso, distrito urbano da Vila-Flor, município de Viana. Na ocasião, Fineza Massala, a vítima, fora interpelada pelo ex-companheiro, enquanto regressava para casa, vindo da paragem do ‘KK 5000’, onde comercializava alimentos confeccionados. 

Segundo contou Espírito Massala, irmão da daquela, o casal estava separado fazia pouco mais de uma semana, por conta dos maus tratos que a vítima vinha sofrendo durante os três anos de convivência com o companheiro. Naquele fatídico dia, o que parecia ser apenas um encontro normal entre ex-companheiros, transformou-se num pesadelo. 

De acordo com o irmão mais novo da vítima, de 14 anos, Jorge Mbundu implorava que a mulher regressasse à casa e, assim, fazerem as pazes. Mas esta declinou o pedido do ex-marido que, enfurecido, puxou da sua cintura a faca que carregava e aplicou dois golpes à jovem, sendo um no abdómen e outro no peito.

Mas antes disso, referiu o irmão, enquanto Jorge insistia na ideia de reatar a relação, a irmã, se mantinha firme na sua decisão. A seguir, como que tivesse ficado convencido do fim do relacionamento, o suspeito exigiu que a jovem o entregasse de volta o colchão que levara consigo, mas Fineza retorquiu que não dormiria com o filho no chão, até porque o mesmo havia sido comprado com o dinheiro de ambos.

Foi então esta a gota d’água que levou o marido a cometer o crime. Fineza Massala não chegou a ser socorrida, acabando por sucumbir minutos depois. 

Suspeito foragido

Diligências já em curso

Após cometer o crime, explicou o menor, o ex-cunhado conseguiu sair ileso do local, estando em parte incerta até ao momento. 

O cadáver foi removido por volta das 17 horas, pelo Serviço de Investigação Criminal, afecto ao Comando Municipal de Belas, e transportado para a Morgue Central de Luanda, estando o caso a ser investigado pelas autoridades da unidade do Bita Progresso.

Segundo o porta-voz do SIC, Manuel Halaiwa, as diligências já estão a ser feitas para se capturar o suspeito e ser entregue ao Ministério Público. Aliás, sdiz Halaiwa, um dos tios do suspeito, que também é vizinho dos pais da vítima, colocou-se em fuga no mesmo dia, com medo de sofrer represálias. 

A malograda deixou um filho de 2 anos, fruto da relação com o seu carrasco.

Comentários do Facebook

Leave a reply