Sem limite: OFICIAL DAS FAA MORTO A TIROS POR MARGINAIS

0
1265

Bernardo Manfinja, solteiro, de 56 anos de idade, coronel das Forças Armadas Angolanas (FAA), foi morto a tiros na região do tórax, depois de resistir ao assalto da sua viatura de marca Toyota, modelo Hilux, de cor branca, no passado dia 1 de Abril, em Viana, distrito da Vila Flor.

Jaime Tabo

O Crime ocorreu por volta das 21 horas, quando a vítima se encontrava na companhia da cidadã, Maria Luís Lelo, 22 anos de idade, alegada namorada da vítima, residente naquele distrito onde ocorreu o assalto. Segundo esta, enquanto estavam em carícias no exterior da viatura, foram surpreendidos por dois meliantes que, sob ameaças de morte, exigiram os seus pertences.
Entretanto, valendo-se ou não da sua condição de militar e por estar trajado a rigor, na altura, a vítima reagiu ao assalto, razão pela qual, um dos marginais, munido de uma arma de fogo do tipo automática AKM, cano cerrado, efectuou vários disparos contra si no tornozelo, na coxa e no braço esquerdo. Acto contínuo, o infeliz quis refugiar-se no interior da viatura, mas, enquanto tentava, foi novamente alvejado com um disparo no tórax, e perdeu a vida no local.
De seguida, os algozes puseram-se no interior da viatura, levando consigo Maria Lelo e, sob direção desta, rumaram até ao bairro Sábado Pracinha, largo da Somague, onde foi violada e, de seguida, abandonada. Posteriormente, meteram-se em fuga, abordo do automóvel roubado.
Face ao sucedido, no dia imediato, deslocou-se ao local do crime uma equipa de especialistas do Serviço de Investigação Criminal (SIC), que constatou in locu a veracidade dos factos. Porquanto, após o cumprimento das formalidades legais de inspecção ao cadáver, local do crime e outras de interesse investigativo, procedeu à remoção do corpo para a Morgue Central de Luanda, onde ficou depositado na câmara 9, gaveta n.º 102, para ulteriores trâmites.
Todavia, tendo em atenção a repugnâcia do acto, foi aberto um competente processo-crime, sob n.º 13239/2021-VN, estando uma equipa a efectuar aturadas diligências com vista ao esclarecimento do hediondo crime.
Refira-se que, no distrito urbano da Vila Flor, histórias de crime são as mais contadas e ouvidas, porém, desta vez, a vítima foi o Director da Educação Patriótica das FAA, Bernardo Manfinja, natural da Huila.
Para a estatística é mais uma vítima de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte, no entanto, para a família daquele coronel colocado na Força Áérea Nacional é uma perda irreparável.

Comentários do Facebook

Leave a reply