Hérnia inguinal: CIDADÃO MORRE APÓS CIRURGIA REALIZADA POR FALSO MÉDICO

0
375

Um cidadão de 54 anos perdeu a vida após ter sido submetido a uma cirurgia nos órgãos genitais, realizada por um presumível falso médico, na província do Bengo. O alegado cirurgião, de 67 anos, está sob custódia do Serviço de Investigação Criminal (SIC) desde o dia nove do mês em curso.

Engrácia Francisco

A Sebastião Pedro Mateka foi diagnosticado uma hérnia inguinal, uma saliência que aparece na virilha, e ocorre quando se tem uma abertura nos músculos abdominais, fazendo com que uma parte do intestino ou de outro órgão do abdómen consiga sair por essa abertura.

Por esta razão, o suposto médico, já detido, mas sem a identidade revelada pelo SIC, apesar de não possuir a carteira profissional que o habilitasse ao exercício da actividade, submeteu Sebastião Mateka a uma cirurgia, no interior de um posto médico localizado no bairro Kissomeira, no Panguila, aparentemente sem as mínimas condições técnicas para prestar assistência médica e medicamentosa.

De acordo com o porta-voz do SIC na província do Bengo, Peterson Cassule, “a vítima veio a falecer minutos após a cirurgia”, tendo a investigação do caso despoletado depois de uma denúncia anónima, culminando com a detenção do presumível autor do crime, que nos próximos das será presente ao Ministério Público para os devidos procedimentos legais.

O jornal O CRIME sabe que, com o suposto médico, foram encontrados duas tesouras, duas camas hospitalares e fármacos diversos, também apreendidos pelas autoridades.

Comentários do Facebook

Leave a reply