MÉDICO ANGOLANO AMEAÇADO DE MORTE

0
1585

Moisés Vitika, médico de profissão numa das clínicas de Luanda, é vítima de sucessivas ameaças de morte pelo ex-marido de sua actual esposa.

Jurelma Francisco 

O médico tem recebido nos últimos meses constantes chamadas anónimos, obrigando-lhe a abandonar sua mulher, Fatoumata Binta Dialo, de nacionalidade guineense (Guiné Conacri), sob pena de perder sua vida, inclusive, no dia 16 de Junho do ano em curso, por volta das 3 horas, sua residência foi invadida por desconhecidos que tencionavam atacá-lo, e por sorte, o mesmo se encontrava de plantão no seu posto de trabalho. Irritados, bateram na esposa e a pediram para deixar o médico, sob pena de perder sua vida e seu esposo. Devido as várias ameaças colocando seu relacionamento na balança, e também sua vida em risco, Moisés Vitika acredita que o mandante seja o ex marido de sua actual esposa, que nunca aceitou de bom grado a separação com a mulher. E explica que tudo começou em 2015 quando conheceu Fatoumata Binta Dialo, muçulmana, cuja idade foi adulterada para consumar relação com o ex marido Mamadou Ali, de 69 anos. ” Fatoumata Dialo foi obrigada pelo seu pai a se unir com Mamadou Ali em 2014, quando ainda tinha 17 anos”, disse. De acordo com as informações colhidas pelo Jornal O Crime, Fatoumata Dialo sofria maus tratos do ex marido, inclusive era forçada a ter relações sexuais e também trancada dentro de casa para não fugir, porque a união era contra sua vontade, que apesar da elevada idade de seu ex companheiro, estava apenas cumprindo com a tradição muçulmana, cuja lei religiosa estabelece direitos ao pai de escolher marido de sua filha até duas vezes, e Fatoumata Dialo era a quarta esposa de seu ex marido. Um ano após a união com Mamadou Ali, Fatoumata Binta Dialo, aproveitou-se do descuido do ex companheiro e fugiu de casa, abrigando-se na residência de sua empregada doméstica que se compadeceu com seu sofrimento. E respectivamente em 2015, Fatoumata Dialo conheceu seu actual esposo, médico Moisés Vitika, que tem vindo sofrer inúmeras ameaças de morte fruto dessa união. O médico refere que já fez uma participação na polícia, mas até agora sem sucesso, e teme pela sua vida e de suas duas filhas, fruto dessa relação, por isso clama por uma intervenção urgente das autoridades competentes. O mesmo declara que sua actual mulher, Fatoumata Dialo, vive escondida de sua comunidade para não sofrer represálias como manda sua cultura, e alega que o senhor Mamadou Ali é uma das pessoas mais poderosas da sua comunidade aqui em Luanda, o que os coloca em constante perigo. ” Estou passando um momento difícil com a minha família no meu próprio país”, desabafou o médico, para posterior clamar novamente por um fim junto das autoridades competentes do inferno que vive com sua família.

Comentários do Facebook

Leave a reply