Ministério Público pede condenação exemplar ao jornalista David Diogo por estupro a menor

0
1026

Na audiência das alegações finais que teve lugar hoje, quarta-feira, 1 de Fevereiro, depois do apuramento de provas ao longo das várias audiências, a representante do Ministério Público, Irene Figueiredo, não teve dúvidas de concluir que se confirmou a autoria dos crimes de que o réu David José Diogo é acusado nos autos. Por isso, apelou ao Tribunal para a sua condenação exemplar.

Aquela representante do Ministério Público, nas suas alegações finais, recordou que David Diogo, pela sua actividade profissional, deveria ser alguém com responsabilidade acrescida na sociedade, porque é pai, pessoa adulta e membro da comunidade.

Por este facto, a vítima havia confiado nele para a ajudar com uma boleia, mas infelizmente foi abusada sexualmente.

“Sendo assim, o Ministério Público mantém-se firme na sua posição e pede a este Tribunal que o arguido seja condenado e indemnize a vítima e, se assim o meritíssimo juiz o decidir, estará a realizar justiça como consume neste Tribunal”, disse.

Por seu turno, o advogado-assistente Osvaldo Carlos Salupula também pediu a condenação exemplar do arguido, uma vez que acredita que tudo ficou provado ao longo das audiências realizadas.

Já Sérgio Raimundo, advogado de defesa, pediu ao Tribunal para na sua decisão ter em conta que o arguido tem uma vida profissional em jogo.

O acórdão terá lugar no dia 15 de Fevereiro e traremos mais detalhes no jornal físico.

Comentários do Facebook

Leave a reply