Por se ausentarem da unidade em busca de comida: Agentes da PN são algemados em árvores e torturados

0
251

Dois agentes da Polícia Nacional foram algemados num pau, sendo um agredido fisicamente pela oficial superior, afecta à Direccão de Investigação de Ilícitos Penais, em Luanda, após ausentarem-se da unidade, por, alegadamente, irem à procura de alimento. A Polícia em comunicado esclarece que os efectivos em causa regressaram em estado de embriaguez.

 Leal Mutunde

A informação viralizou a partir do dia 13 de Agosto, por intermédio de um vídeo publicado nas redes sociais, onde se vê, claramente, a forma como os agentes foram punidos, no período nocturno, após se ausentarem do local de trabalho supostamente em busca de comida.  

Os dois agentes foram algemados de forma separados em árvores de mangueira, entretanto, para denunciarem o caso, entenderam filmar-se e colocar os vídeos nas redes sociais. No referido vídeo, explicam que se encontravam naquelas condições porque tinham sido punidos pela superior hierárquica pelo facto de terem abandonado o posto para irem comer, uma vez que naquela unidade faltava energia eléctrica, água potável e comida.   

Um dos agentes, identificados apenas por Miranda, esclarece, no vídeo, que a oficial chegou ao ponto de o agredir fisicamente, uma informação confirmada logo a seguir, por outro efectivo que também se encontrava algemado e lamentava. 

Ambos estavam a serem filmados, por um outro colega no qual apelavam para a divulgação do vídeo e assim aconteceu imediatamente. 

Um dia depois em jeito de esclarecimento em uma nota que tivemos acesso, a Polícia Nacional afirmou que, antes dos factos tornados público, os referidos agentes ausentaram-se do posto sem autorização. 

No regresso, ambos estavam embriagados e ao serem chamados à razão, supostamente, optaram pelo desacato à ordem dos superiores em serviço naquele dia, chegando ao ponto de realizarem ameaças de morte. 

“Para conter a confusão que os dois agentes procuravam protagonizar e acalmar os ânimos exaltados pelo estado de embriaguez em que se encontravam, a oficial superior de assistência em serviço, na unidade, ordenou a detenção dos mesmos, tendo sido algemados nas condições em que se apresentam no vídeo, ao invés de serem conduzidos a uma cela”, lê-se no comunicado da Polícia, distribuído à imprensa. 

A corporação considera reprovável o comportamento dos agentes que se ausentaram da unidade, mas reprovava a medida aplicada aos mesmos, por ser ilegal e desproporcional, por violar inclusive os procedimentos tácticos de actuação policial. 

Para se repor a legalidade, os Serviços de Inspecção da Polícia Nacional foram orientados a trabalhar no sentido de se responsabilizar disciplinar ou criminalmente para que actos do género não voltem acontecer. 

Comentários do Facebook

Leave a reply