CORRUPÇÃO E ABUSO DE PODER NO COMANDO DA POLÍCIA NACIONAL DO CAZENGA:Comandante municipal ‘Kim Preto’ acusado de maus-tratos e cobranças Ilícitas de valores

0
834

O delegado e comandante da Polícia Nacional do Cazenga, Joaquim da Conceição ‘Kim Preto’, está a ser acusado por um grupo de efectivos afectos a diversas esquadras daquele município de corrupção e abuso de poder.

Elias Garcia de Sousa

‘Kim Preto’ é acusado de usar a posição de comandante e delegado municipal que ostenta actualmente para fazer e desfazer . Os comandantes das esquadras afectas ao Comando Municipal do Cazenga, por exemplo, estão a ser humilhados por ele, através de submissão a sessões de maus-tratos e a cobranças Ilícitas de valores .

“O comandante e delegado municipal do Cazenga está a exigir de cada comandante de esquadra 20 mil kwanzas para compra de cadeiras. Isso não faz sentido, uma vez que a Polícia Nacional dispõe de um orçamento, bastando cada comando solicitar à área financeira. Aliás, como vamos contribuir, se nas reuniões os comandantes de esquadras se sentam em cadeiras de plástico que já existem? Como não contribuímos, ele realizou uma reunião onde todos os comandantes ficaram de pé durante duas horas de modo propositado, disse .

A fonte avançou que, por ser ilegal a contribuição exigida pelo superintendente-chefe ‘Kim Preto’, optaram por aconselhá-lo a fim de ver outro modo de solucionar a questão da compra de cadeiras . Em resposta, a fonte diz que o comandante disse que se trata de uma ordem e que deve ser cumprida, sob pena de haver punições e exonerações.

“Ele disse que se trata de uma ordem que deve ser cumprida. Por outro lado, disse que ainda que nos queixemos a quem de direito, nada vai acontecer , porque tem costas largas”, sublinhou a fonte.

Para deixar claro que tem uma suposta ‘costas largas’, a fonte refere que ‘Kim Preto’ citou o actual comandante e delegado da Polícia Nacional em Luanda, Francisco Ribas, que quando assumiu a cidade capital prometeu fazer algumas mexidas a níveis dos comandos municipais .

“Vocês não viram que, tão logo assumiu o Comando Provincial da Polícia Nacional de Luanda, a primeira pessoa que o comandante Ribas queria ‘varrer’ era eu? Por que cargas de água ele não fez? Meus caros, saibam que nem o comandante Ribas consegue me exonerar”, disse.

Os comandantes de esquadras, assim como outros efectivos afectos ao Comando da Polícia Nacional do Cazenga, dizem estar cansados dos maus-tratos e faltas de respeito por parte do comandante ‘Kim Preto’ . “Estamos a ser humilhados diante dos nossos subordinados”, denunciou a fonte .

Comandantes de esquadra sofrem tortura física e psicológica

O comandante municipal do Cazenga, Joaquim da Conceição ‘Kim Preto’, submeteu, na semana passada, todos os comandantes de esquadra a uma tortura física e psicológica. Tudo começou quando, durante a formatura, a ordem unida (que são 5 passos para frente) foi mal dada . Por esta razão, ninguém executou.

“O comandante mandou tudo mundo deitar-se no chão, sem, no entanto, medir que existem oficiais superiores formados. A situação deixou-o envergonhado, ao ponto de mandar todo mundo se deitar durante 10 minutos”, disse.

A fonte descreve que, no Comando da Polícia Nacional do Cazenga, a justiça, a disciplina, a inspecção e a educação patriótica são meros marionetas.

‘O Crime’ tentou contactar o comandante e delegado da Polícia Nacional do Cazenga, por três vezes consecutivas, através do
número +244 923 539 043, para ouvir a sua versão sobre as acusações graves que pesam sobre si, mas sem sucesso.

Comentários do Facebook

Leave a reply