Presos do MPLA: Activistas Luther King e Tanaice Neutro em perigo de vida na cadeia

0
1062

Já passaram três meses desde que os activistas Gilson da Silva Moreira, vulgo Tanaice Neutro e Luther Campos, mais conhecido por Luther King, 34 e 30 anos de idade, respectivamente, encontram-se presos na Cadeia Hospital Prisão do São Paulo de forma ilegal, nesta altura  encontram-se com sérios problema de saúde e clamam por intervenção urgente de quem de direito no sentido de evitar o pior.  

Jurelma Francisco

Segundo Francisco Muteka, advogado dos activistas, as detenções dos seus clientes foram ilegais porque não se fizeram acompanhar de nenhum mandado de captura e quatro meses depois ainda não foram formalizadas quaisquer acusações contra os mesmos.

O advogado considera que a prisão de Luther King foi realizada no dia 14 de Janeiro, de forma ilegal “sem mandado de detenção os agentes do SIC foram a sua busca em casa com a justificativa de que eram ordens superiores”, disse.

Luther foi obrigado assinar o mandado de busca dias depois, quando já se encontrava na sala. “Juridicamente falando é ilegal, é crime. Requeremos  a fiscalização junto do Tribunal Provincial de Luanda para que, eventualmente,  pudesse apreciar a medida aplicada pelo promotor, mas sem sucesso”, lamentou. 

Assim como Luther King, a prisão de Tanaice Neutro também é ilegal e ocorreu quando se preparava para realizar uma ‘live’ em protesto a cadeia de Luther King, depois de barrado de o visitar na cadeia do Comando Provincial de Luanda, quando foi detido e até agora o processo se encontra em instrução preparatória.   

De acordo com o advogado, os activistas encontram – se na cadeia desgastados psicologicamente,  sentem-se injustiçados, apelam pela intervenção da comunidade civil, especialmente dos outros activistas “da nossa parte estamos a dar o nosso apoio técnico e jurídico, enquanto existir esperança, enquanto existir instituições competentes para aferir ou abordar a situação destes activistas vamos lutar para os libertar o mais rápido possível”, concluiu.

Sobre o activista Luther Campos, apesar de ainda não ter sido formalizada oficialmente a acusação pelo Ministério Publico, sabe-se que decorre em instrução processual contra si crimes como: vandalismo, criação de rebelião, ultraje a figura do Presidente da Republica, associação de malfeitores e associação a participação criminosa, assim como é considerado como o mentor do acto de vandalismo que culminou com a destruição da sede do partido  MPLA, no Distrito Urbano do Benfica, em Luanda, durante a greve dos taxistas, ocorrida dois dias  antes da sua detenção.

Enquanto que sobre Tanaice Neutro ainda não se tem conhecimento de qualquer acusação, uma vez que se alega que os mesmos podem responder por crimes diferentes.

“O MPLA tem medo da revolta que haverá da fraude que vão cometer nas eleições” 

Segundo Nivaldo Campos, irmão mais velho de Luther todas as acusações que recaem contra o irmão são forjadas pelo partido no poder “o MPLA esta fazer tudo isso para os encarcerar até que se realizem as eleições gerais”.

Para Nivaldo a liberdade dos activistas ameaça o MPLA “eles têm medo da revolta popular após realização das eleições gerais fraudulentas que estão a preparar para Agosto”, alertou.

“O meu irmão não cometeu nenhum dos crimes que esta ser acusado, o vídeo que passou na TPA é antigo, no dia 10 de Janeiro que queimaram o comité do MPLA no Benfica ele estava em casa”. 

O nosso interlocutor acredita que o objectivo do MPLA é manter a prisão preventiva dos activistas Luther King e Tanaice Neutro para evitar a reacção contestatória da sociedade após a divulgação dos resultados que, na sua visão, serão fraudulentas.

“O João Lourenço e o seu partido vencerão as eleições gerais, facto que causará revolta e uma vez os activistas soltos, as manifestações vão acontecer de forma progressiva. E isto é o que o MPLA menos quer”, disse.

A persistência e a coragem dos activistas presos é vista como uma espécie de causadora de insónia do MPLA, desta feita, a prisão dos mesmos, entende-se, que seja uma medida cautelar.

Até ao fecho da presente edição, os activistas encontravam-se presos na cadeia de São Paulo desde o dia 21  de Janeiro.

Por muito tempo foram perseguidos em suas residências por homens identificados apenas por agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC), sem nenhum mandado de captura e detenção. 

Luther pode ficar cego

De acordo com Nivaldo Campos Luther King esta com sérios problemas de saúde em função dos maus tratos a que esta ser submetido na cadeia “Luther tem dificuldades em respirar e gravíssimo problema nos olhos que, aos poucos, vai perdendo a visão”, alertou.

Suspeita-se que terá sido injectado alguma substância no organismo, na cela 19 do Comando Provincial, onde esteve dez dias na solitária e por isso temem que venha acontecer o pior nos próximos dias. “Queremos apenas cuidar do nosso irmão”, exclamou.

UNITA ACUSADA DE ABANDONAR ACTIVISTAS

“Esperávamos apoio por parte da UNITA. Sabendo que ter um familiar preso é duro, exige  gastos devido à alimentação e dinheiro para o transporte”, desabafou, Nivaldo Campos, que disse não ter sido fácil fazer o trajecto de Viana – Cadeia de São Paulo quase todos os dias durante três meses para visitar o seu irmão.

Em função disso, o jovem, avançou que a  família esperava que nos  discursos políticos  e conferências de imprensa, a UNITA mencionasse  os casos de Tanaice e Luther, uma vez que este último activista é simpatizante daquele partido. 

“Que fizessem uma nota de repúdio a favor da libertação deles, mas nunca fizeram isso, e só o senhor Nelito Ekuikui é que se preocupa com a situação deles”, lamentou.

Dificuldades aumentam a cada dia 

O  activista queixou-se de perseguições aos familiares  várias vezes devido ao Movimento Revolucionário, dizia ser  alvo de ameaças de morte pelo SINSE. 

Nivaldo  disse ao nosso jornal  que  Luther King   teve de abandonar a casa arrendada, onde vivia com a esposa e dois filhos no bairro dos ‘Seis’, no município de Viana, para passar a viver em casa da mãe até ao dia em que foi detido.

Nivaldo  alega que as ameaças se estenderam por muito tempo e pessoas com poder  tentaram corromper Luther com riquezas para abandonar o activismo  e a UNITA, mas aquele, ao invés da vida folgada preferiu viver num quarto, com a esposa e os dois filhos.

O Jovem, realçou ainda que são seis pessoas dividindo uma casa pequena, isto é, mãe, irmãos, esposa e filhos de Luther.

De acordo com Nivaldo Campos, as responsabilidades redobram para ele e a mãe,  uma vez que têm de suprir as despesas dos filhos e da esposa do Luther. ” Está  sendo muito difícil, a esposa do Luther não trabalha, o filho mais  novo precisa de fraldas, o mais crescido de propinas para a escola”, disse.

Avançou ainda que Luther é um jovem revoltado devido à falta de  oportunidades de emprego e má  qualidade de vida em Angola.

“Luther concluiu o ensino médio e estava prestes a fazer o primeiro ano da faculdade no curso de mecânica, trabalhava como intermediário de venda de casas e veículos automóveis”, lamentou. 

Simão  Cativa , amigo  de longa data de Tanaice Neutro,  afirmou que esta situação está sendo difícil para mulher do Tanaice, com quatro filhos , na casa de renda, num bairro de muita criminalidade como o da Boa-Fé , no município de Viana.

O activista Simão  Cativa, ouvido por este jornal disse que Tanaice  vendia na porta de sua casa produtos de limpeza, como sabão e limpador de vasos sanitários para puder comer e alimentar a sua família. “A sua prisão causou rotura financeira em seu lar”, lamentou o amigo.

Nivaldo Campos, ressaltou  que o governo de JLO não  tem  coração e age sem pensar na população. “O  mais importante para eles é a posição que  ostentam, fazem de tudo e alguma coisa para manter o estatuto e para tal sacrificam o povo”. 

Luther  King é actualmente o activista com maior notoriedade no país e a sua prisão tem causado revolta no seio dos seus correligionários que, desta feita, tencionam brevemente realizar uma mega manifestação a favor de todos os presos políticos.

Comentários do Facebook

Leave a reply