Recém-nascido morto e abandonado na lama

0
1258

Um bebê, do sexo masculino, com aparentava seis meses de vida, foi encontrado, sem vida, abandonado numa lama, no passado dia 10 do mês em curso, no bairro da Sapu, imediações da igreja Kimbanguista, no município do Kilamba Kiaxi.

Nzinga Manuel

Segundo testemunhas, o corpo do bebé foi encontrado por volta das 5 horas. Presume-se que quem o tenha abandonado não seja residente na zona.
A equipa de reportagem do jornal O Crime chegou ao local às 7 horas, depois de receber a denúncia de um cidadão anónimo. Vários cidadãos da localidade e transeuntes manifestavam-se indignados e chocados com o facto, que, na verdade, não é um caso isolado.
Entre a multidão de curiosos, estava Madalena Senga, de 38 anos, moradora do bairro há mais de dez anos, que repudiou a acção e apelou para que o responsável seja identificado e punido na mesma proporção do crime que cometeu. Aquela que também é mãe, referiu que é possível que o actor deste bárbaro crime tenha matado a criança e a jogado naquele lugar. “Se não queria ficar com a criança, que, ao menos, a entregasse a outros familiares ou a uma igreja”, manifestou, lembrando que apesar de não ser um acto isolado, é a primeira vez que acontece no bairro.
Já Paula Neves referiu que “quem fez isso não tem coração, está amaldiçoada”, notou.
Suzana Fernandes, que também se indignou com a situação, referiu que “Deus não vai conceder mais oportunidade de ter filho a quem fez isto”.
“Estou chocado com esta situação. É reprovável esta atitude, se calhar, o menino chegaria a presidente”, disse Adelino Teca.
Quem também manifestou a sua repulsa foi Maria Afonso, para quem as mulheres a terem “mais responsabilidade e não matarem o sonho das crianças”.
O corpo do recém-nascido foi removido pelos agentes do Serviço de Investigação Criminal (SIC), por volta das 12 horas, que garantiu investigar o caso e responsabilizar os culpados.

Comentários do Facebook

Leave a reply