TRÊS CONDENADOS POR CAÇA PROIBIDA E ABATE ILEGAL DE ANIMAIS NO PARQUE DA QUISSAMA

0
526

O Tribunal Municipal do Icolo e Bengo julgou, sumariamente, três cidadãos que no passado dia 23 de Setembro foram detidos por caça proibida e abate ilegal de três javalis e dois gnus, no Parque Nacional da Quissama.

Pelos danos causados à fauna, os réus terão de pagar AKZ 135 mil pelos três javalis e AKZ 400 mil pelos dois gnus abatidos.

O primeiro, de 27 anos, foi condenados a pena de 11 meses de prisão efectiva e ao pagamento da taxa de justiça no valor de 40 kwanzas à razão de 15 dias.

Os outros, de 28 e 45 anos, foram condenados a 4 anos de prisão com pena suspensa e ao pagamento de AKZ 35 mil de taxa de justiça e AKZ 5 mil ao defensor oficioso.

No momento da detenção, o Serviço de Investigação Criminal encontrou em posse dos visados 150 quilos de carne seca de várias espécies, incluindo de gnus e javalis, que estão em via de extinção e protegidas pela Convecção Internacional Sobre o Comércio Ilegal de Espécies da Fauna e da Flora em Vias de Extinção (CITES).

A carne apreendida foi convertido à favor do Estado, devendo o administrador do parque escolher um centro de acolhimento para fazer a entrega.

Foram igualmente apreendidos um par de farda das FAA, uma catana e vários laços que serviam de armadilha para a captura dos animais.

Comentários do Facebook

Leave a reply